Crédito Agrícola
Crédito Agrícola
Não revele o seu número de telemóvel. Temas de Segurança
Soluções CA Contas CA Cartões CA Crédito CA Seguros CA Investimentos CA Serviços CA Internacional CA

Emissão de Cheques Bancários

 

O que é o Cheque Bancário Sacado Sobre o Estrangeiro?

O Cheque Bancário Sacado Sobre o Estrangeiro é um meio de pagamento, (um cheque), emitido por um Banco e sacado sobre uma conta do próprio banco localizada no estrangeiro. Tal como um cheque comum de âmbito nacional, tem um Sacador/Beneficiário (quem pode “levantar” o cheque), um local e data de emissão, um montante em números e por extenso. É uma alternativa mais económica ao pagamento através de Transferência/Ordem de Pagamento.

 

Como funciona?

O Cliente do Crédito Agrícola, quer seja um particular ou uma empresa, provavelmente uma empresa importadora, que quer efectuar um pagamento a uma entidade no estrangeiro, pode solicitar, na Agência onde a sua conta está sediada, que o Crédito Agrícola emita um cheque a favor dessa entidade. Após o cheque ser emitido, o mesmo é entregue na Agência do Crédito Agrícola ao Cliente, o qual envia o mesmo para o Sacador, e este apresenta o cheque ao seu Banco no estrangeiro, recebendo o respectivo crédito na sua conta após um período de tempo que varia de país para país e mesmo de caso a caso.

 

Vantagens

  • Custo: com excepção das transferências Enquadradas, efectuadas ao abrigo do Regulamento CE 924/2009, é a forma mais barata de realizar pagamentos.

 

Desvantagens em Relação à Transferência/Ordem de Pagamento

  • Após pedir a sua emissão, o Cliente tem que ir buscar o cheque à Agência e tem que enviar o mesmo por correio ao Sacador.
  • O Cliente paga de imediato (por débito da sua conta) o valor do cheque e despesas de emissão – as quais não pode passar ao Beneficiário.
  • Uma vez na sua posse, o Cliente do Crédito Agrícola é o único responsável pelo cheque até este chegar ao Sacador; a partir desse momento, a responsabilidade passa integralmente para o Sacador – a responsabilidade nunca é dos bancos envolvidos, ao contrário do que acontece com uma transferência/ordem de pagamento, caso em que a responsabilidade é dos bancos.
  • Bastante mais demorado para o Sacador/Beneficiário receber o pagamento, sem que o Cliente do Crédito Agrícola tenha qualquer vantagem nesse tempo que decorre, uma vez que a sua conta já foi debitada na data de emissão do cheque.
  • Normalmente o Sacador paga custos ao seu banco – que podem ser significativos, dependendo do país e do banco.
  • É o meio de pagamento que menos segurança oferece: é passível de fraude, falsificação, roubo, extravio e tem prazo de validade de (normalmente) 180 dias a contar da data de emissão, sem qualquer garantia de reembolso para o Cliente do Crédito Agrícola.
LinkedIn facebook Google+ Twitter
Ajuda
Onde Estamos Onde Estamos
Linha DirectaLinha Directa Internacional

Para qualquer informação adicional ou esclarecimento de dúvidas contacte, por favor, o Serviço Telefónico de Apoio a Clientes - Linha Directa, disponível 365 dias por ano, 24 horas por dia, com atendimento personalizado de 2ª a 6ª feira das 8h30m às 23h30m e aos Sábados, Domingos e Feriados das 10h às 23h. Em alternativa poderá enviar uma mensagem, através da opção disponível.

CONFAGRICONFAGRI | Fundo de Garantia do Crédito Agrícola MútuoFundo de Garantia do Crédito Agrícola Mútuo | Imóveis CAImóveis CA | Loja CALoja CA Informações Úteis  |  Código de Conduta  |  Política de Cookies

© 2013 CRÉDITO AGRÍCOLA - Todos os Direitos Reservados.
Os serviços de investimento disponibilizados são prestados pela Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo, CRL, registada para o efeito junto da CMVM com o número 137.

© 2013 CRÉDITO AGRÍCOLA - Todos os Direitos Reservados.
Os serviços de investimento disponibilizados são prestados pela Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo, CRL, registada para o efeito junto da CMVM com o número 137.